Documento do governo federal sobre pandemia tem mais acusações de negligência que roteiro de investigação da oposição

Material elaborado pela Casa Civil aponta 23 possíveis incriminações, enquanto documento da oposição menciona 18 pontos de investigação.


Por Octavio Guedes | G1 em 26/04/2021 às 08:49 hs

Documento do governo federal sobre pandemia tem mais acusações de negligência que roteiro de investigação da oposição
Foto: Reprodução/YouTube

documento elaborado pela Casa Civil para defender o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) das acusações de negligência na pandemia superou o número de acusações que constam do roteiro sugerido pelo vice-presidente da CPI da Covid, o senador Randolfe Rodrigues (Rede/AP).

O documento do governo aponta 23 possíveis incriminações, contra 18 do roteiro da oposição. Cinco a mais. Entre as investigações que não estavam no rascunho da CPI, mas são "sugeridas" pelo governo, estão: genocídio de populações indígenas, militarização do Ministério da Saúde e descumprimento das orientações do Tribunal de Contas da União. Uma delas aponta a necessidade de o governo federal coordenar a aplicação de recursos federais.

E mais: a Casa Civil acaba dando uma forcinha para a convocação do ministro da Economia, Paulo Guedes, para depor, já que inclui dois pontos econômicos, que não estavam no radar da CPI: ineficácia do Pronampe, programa voltado para pequenas e microempresas, e demora no pagamento do auxílio emergencial.

A amigos, o senador Randolfe Rodrigues ironizou: "É uma grata surpresa saber que a CPI ainda nem começou e já tem delação premiada. Aliás, delação precoce, para ficar em linha com a atuação do governo neste campo".

O blog vai além: sugere o vigésimo ponto para o documento da Casa Civil: a usurpação do papel da oposição.



Deixe seu Comentário


 topo

Seja visto por centenas de pessoas diariamente

Cadastre-se agora mesmo em nosso guia comercial, conheça agora mesmo nossos planos !