Seja bem vindo
Delmiro Gouveia,27/05/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Governo fala em R$ 1 bilhão em emendas liberadas para o RS até sexta (10)

Está sendo preparada uma medida provisória para adquirir “grande quantidade de arroz”, segundo ministro Rui Costa

Fonte: CNN Brasil
Governo fala em R$ 1 bilhão em emendas liberadas para o RS até sexta (10) Imagem: Reprodução

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, disse que, até sexta-feira (10), o governo terá liberado R$ 1,06 bilhão em emendas parlamentares destinadas para o Rio Grande do Sul.

“Estamos liberando 100% das emendas dos deputados e senadores”, disse o ministro, em entrevista coletiva nesta quinta-feira (9).

Até o momento, pouco mais de metade deste valor – R$ 580 milhões em emendas – já havia sido liberada pelo governo.

Nesta quinta, o Congresso aprovou mudanças na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2024 para agilizar o envio de “emendas Pix” para o Rio Grande do Sul.

As “emendas Pix”, individuais, serão destinadas diretamente às prefeituras de municípios atingidos pelas chuvas, sem a necessidade de convênios.

É graças a esta flexibilização que a cifra bilionária poderá ser atingida, somando mais R$ 480 milhões em emendas.

O nível do Guaíba baixou para menos de 5 metros pela primeira vez desde a cheia histórica, mas ainda está quase 2 metros acima da cota de inundação (3 metros).

O Centro Histórico de Porto Alegre está completamente submerso, com ruas transformadas em verdadeiros rios e prédios com parte de seus andares alagados.

Em cidades devastadas pelas chuvas, também somam-se os relatos de saques a imóveis abandonados por famílias em busca de refúgio.

Segundo o último balanço divulgado pela Defesa Civil gaúcha, já chega a 107 o número de pessoas mortas em decorrências das chuvas no estado.

Cerca de 165 mil pessoas estão desalojados e 67,5 mil, em abrigos, de acordo com o boletim, divulgado na noite de quarta-feira (8).

Medida contra preço do arroz

Também de acordo com Rui, nesta quinta deve ser publicada uma medida provisória (MP) para a “compra de grande quantidade de arroz, para conter a elevação de preços”

“Cerca de 20% da colheita foi perdida e outra parte perdida em armazéns, já colhida”, segundo Rui Costa.

“Como o Rio Grande do Sul representa 80% da produção de arroz no Brasil, precisa de importação”, acrescentou.




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login