Seja bem vindo
Delmiro Gouveia,25/02/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Brasil perde para Argentina após brigas no Maracanã e fica em 6º nas Eliminatórias

Seleção Brasileira foi derrotada em casa pela primeira vez na história do torneio


Brasil perde para Argentina após brigas no Maracanã e fica em 6º nas Eliminatórias Otamendi sobe sozinho para cabecear e marcar o gol da vitória da Argentina sobre o Brasil no Maracanã ALEXANDRE BRUM/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO
Publicidade

Pela primeira vez na história das Eliminatórias, a Seleção Brasileira foi derrotada em casa. E a quebra de tabu veio logo contra a rival Argentina, por 1 a 0, nesta terça-feira (21), no Maracanã, com direito a “olé”.

O gol argentino foi marcado pelo zagueiro Otamendi, aos 17 minutos do segundo tempo. O jogo começou com 27 minutos de atraso por conta de uma pancadaria generalizada na arquibancada.

O Brasil se despede das Eliminatórias em 2023 na sexta posição, a última que dá vaga direta à Copa do Mundo de 2026, com oito pontos em seis jogos — a Argentina, por exemplo, tem 15 pontos.

Diniz se despede das Eliminatórias

Além disso, Fernando Diniz fez sua última partida como técnico interino da Seleção pelas Eliminatórias com uma marca muito incômoda: o time não vence há quatro jogos, com três derrotas consecutivas.

O próximo compromisso pelas Eliminatórias é apenas em setembro de 2024, contra Equador e Paraguai, quando a CBF espera contar com o italiano Carlo Ancelotti como técnico da Seleção.

Atual campeã do mundo, a Argentina, por sua vez, reassume a liderança das Eliminatórias, com 15 pontos.

Problemas para a sequência

Além das três derrotas consecutivas e a vexaminosa sexta posição na tabela, o próximo treinador da Seleção Brasileira também terá uma dor de cabeça extra quando as Eliminatórias voltarem, em setembro de 2024.

O volante Joelinton foi expulso no segundo tempo contra a Argentina, após menos de dez minutos em campo, e está suspenso. Além dele, Gabriel Jesus e Raphinha receberam o segundo cartão amarelo e também vão perder a partida contra o Equador.

Por outro lado, até setembro, há a chance de Neymar estar totalmente recuperado de sua grave lesão no joelho esquerdo.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login